O projeto Formação de Jovens Agentes de Cultura, executado pelo CIEDS é resultado da parceria entre o poder público e a iniciativa privada, contando com recursos de R$ 14 milhões, provenientes da própria Secretaria de Estado de Cultura, da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro, da Light, do Programa de Eficiência Energética da ANEEL e do Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID, o FAVELA CRIATIVA.  É formado por um conjunto de projetos que oferece a jovens agentes culturais formação artística e especialização em gestão cultural e estabelece canais de diálogo entre estes jovens, possíveis parceiros e patrocinadores potenciais.”

O objetivo é instrumentalizar jovens moradores de 20 territórios com UPP para que se tornem empreendedores culturais, contribuindo para o desenvolvimento social e econômico das seguintes favelas cariocas: Andaraí, Batan, Borel / Formiga,  Cantagalo/Pavão/Pavãozinho, Chapéu Mangueira / Babilônia, Cidade de Deus, Complexo da Maré, Complexo da Penha, Complexo do Alemão, Coroa / Fallet, Jacarezinho,, Mangueira, Manguinhos, Providência, Rocinha, São Carlos / Mineira, Turano, Vidigal e Vila Kennedy. 

O projeto terá ações de construção de redes de apoio ao desenvolvimento integral destes jovens,  por meio de estratégias de mobilização para uma participação cidadã.

Além das formações o projeto irá beneficiar jovens com o prêmio de R$12.000 para que coloquem em prática seu negócio cultural.